Meio Ambiente e Vida Sustentável

Como tornar um produto não vegano em vegano?

O que é ser vegano?

Durante um jantar realizado por seis vegetarianos não lácteos convidados pelo inglês Donald Watson criou-se o termo “veganismo”  em 1944 no Reino Unido. Para isso, combinou-se as três primeiras letras com as duas últimas da palavra “vegetarian”. Posteriormente naquele mesmo ano, fundaram a Vegan Society.

Dessa forma, o livro “The Vegan Society” foi responsável por definir o termo como: “Veganismo é uma filosofia e estilo de vida que busca excluir, na medida do possível e praticável, todas as formas de exploração e crueldade contra animais na alimentação, vestuário e qualquer outra finalidade e, por extensão, que promova o desenvolvimento e uso de alternativas livres de origem animal para benefício de humanos, animais e meio ambiente.”.

Atualmente, segundo uma pesquisa realizada pelo Ibope em 102 municípios brasileiros, a pedido da Sociedade Brasileira Vegetariana, há um grande crescimento da procura por produtos veganos no mercado, sendo que cerca de 55% dos entrevistados afirmaram a necessidade de produtos com rótulos que esclareçam a respeito da origem vegana, nas capitais, esse valor sobe para 65%. Você pode saber mais sobre a tendência vegana no mercado atual clicando aqui.

Vegetais e o estilo de vida vegano

O futuro é sustentável

A caminho de um mundo melhor e mais sustentável, verifica-se uma grande busca por estilos de vida mais verdes. Assim, segundo pesquisas feitas pela Sociedade Vegana Brasileira, entre os anos de 2005 e 2015, houve um crescimento de 360% no número de veganos do Reino Unido; já nos Estados Unidos, entre os anos 2009 e 2015, a quantidade de veganos dobrou. Cabe ressaltar que o Brasil está seguindo a mesma tendência, em que cerca de 14% da população se declara vegetariana, representando quase 30 milhões de brasileiros. Portanto, torna-se perceptível a grande demanda por produtos veganos no mercado atual, sendo que futuramente os números serão maiores ainda.

Ademais, tratando-se da importância do veganismo e dos produtos veganos para uma sociedade mais sustentável uma vez que esse estilo de vida visa impedir qualquer tipo de exploração animal. Dessa forma, cabe informar que a cada segundo são mortos mais de 190 animais pela pecuária brasileira. Além disso, segundo a Climate Focus, as emissões anuais de monóxido de carbono na atmosfera seriam reduzidas de 50% a 90% até o ano de 2030, caso o mundo todo adotasse uma dieta vegetariana.

Lâmpada e planta

O que diferencia um produto vegano dos demais?

Visando as tendências futuras do mercado, é importante saber diferenciar os produtos veganos dos demais, de forma a se inteirar do assunto. 

Para um produto ser considerado vegano, é necessário atender os seguintes critérios:

  • É proibido o uso de matérias-primas animais ou de origem animal na formulação do produto;
  • Os fornecedores das matérias-primas devem detalhar seus procedimentos e seguir as normas veganas;
  • Deve haver um cuidado com a produção, de forma a impedir o contato entre produtos veganos e não veganos;
  • É proibida a realização de testes de verificação do produto em animais.

Ao seguir todos esses tópicos, o produto criado será considerado vegano, podendo receber um selo verde e sua certificação

Ademais, esse produto também será considerado “cruelty free”, ou seja, livre de crueldade, representando que para a produção do produto não houve testagens em animais ou qualquer outro tipo de exploração.

Por fim, é observável como uma alimentação saudável irá fazer bem a todos os adeptos do movimento, tendo uma regulagem alimentar, priorizando todas as vitaminas e nutrientes necessários para um bom funcionamento do corpo humano.

Produtos veganos

Como identificar um produto vegetariano e vegano?

Para os adeptos aos movimentos vegetariano e vegano, é necessário possuir grande atenção ao comprar e consumir produtos, de forma a certificar-se de que estes se adequam aos critérios dos movimentos.

Dessa maneira, uma forma de identificar os produtos vegetarianos e veganos nas prateleiras dos mercados, é buscar pelos selos verdes nas rotulagens. Portanto, é imprescindível que os produtores desses produtos coloquem os selos de certificação nos rótulos. Para saber mais sobre a importância de uma boa rotulagem do produto, clique aqui.

Nos dias atuais, existem diversos selos verdes que representam o vegetarianismo e o veganismo, a seguir iremos apresentar os principais.

V-Label

O V-Label é um selo verde criado em 1996, na Suíça, sendo reconhecido internacionalmente, é um dos selos mais utilizados atualmente, tendo grande credibilidade. 

Há duas versões desse selo, o vegetariano destinado aos produtos que não possuem uma formulação com base animal e não realiza testes em animais, e o vegano destinado aos produtos que além de atender aos critérios vegetarianos, também não utilizam de matérias-primas de origem animal.

Vegan Flower

Esse selo foi desenvolvido pela Vegan Society, em 1990, sendo responsável por garantir que todos os seus produtos e derivados registrados são isentos de ingredientes de origem animal e não executam testes em animais, incluindo os vertebrados e invertebrados. Esse selo é responsável por certificar cerca de 47 mil produtos em todo o mundo, dentre eles cosméticos, roupas, alimentos, bebidas.

Selo Vegano

O Selo Vegano foi criado em 2013 pela Sociedade Vegetariana Brasileira, sendo responsável por certificar produtos alimentícios, químicos e roupas, que seguem os critérios veganos.

Além disso, a possível presença não intencional de resíduos de origem animal nos produtos não impede a certificação do produto por parte do Selo Vegano da SVB.

Selos veganos

Agora que você já entendeu o que é o veganismo e seu espaço no mercado, talvez você deva pensar em como tornar  seu produto ou processos em veganos, não é mesmo? Com certeza essa é uma tarefa ardilosa e minuciosa! Mas fica tranquilo, nós da Química Jr. podemos ajudar você nessa jornada em busca do veganismo na sua empresa, você já ouviu falar em Pesquisa & Desenvolvimento (P&D)?

Esse é um tipo de projeto que temos em nosso portfólio que pode ser a sua cara! O P&D é o tipo de trabalho que é totalmente personalizável, flexível e uma solução para muitos problemas. Nele, a Química Jr. com a ajuda de nossos professores doutores utilizamos dos meios acadêmicos e tecnológicos que a UNESP Araraquara fornece para buscarmos as melhores soluções para o seu negócio, por meio de muita dedicação e infraestrutura.

A Química Jr. já realizou projetos desse tipo com empresas do mercado e tivemos resultados muito bons, além de diversos cases de sucesso envolvendo o meio ambiente e sustentabilidade. Esperamos que depois desse conteúdo bacana sobre produtos veganos e a relação deles com a produção de sua empresa você possa ter uma conversa conosco. Estamos todos juntos em busca de um planeta mais sustentável.