Meio Ambiente e Vida Sustentável

Crise Hídrica e Sustentabilidade

Um fato que marcou o ano de 2014 na vida dos paulistas foi a crise hídrica enfrentada pelo estado de São Paulo, que gerou situações de racionamento e interrupções do fornecimento de água. 7 anos após, em 2021, essa situação está cada vez mais próxima de se repetir, dessa vez em escala nacional.

 

            Há 91 anos não se via níveis tão baixos de água nos reservatórios do país. Essa baixa causada pela irregularidade das chuvas já prejudica a navegação em diversos rios, afetando o transporte fluvial de passageiros e de commodities. Na hidrovia Tietê-Paraná, barcaças de soja já estão impossibilitadas de navegar e correm risco de encalhar. No Rio Paraguai, o transporte de minério de ferro partindo do Mato Grosso até portos na Argentina já está praticamente parado nos dois exemplos citados, a solução para suprir o déficit do transporte hidroviário é o transporte rodoviário, mesmo que segundo a Federação Nacional das Empresas de Navegação Aquaviária (Fenavega), o custo do frete por caminhões é 70% maior do que o transporte hidroviário, já que enquanto uma barcaça pode carregar 6 mil toneladas de soja, um caminhão leva apenas 50 toneladas.

 Além do prejuízo a economia, essa situação pode afetar diretamente a população. o ex-presidente da Eletropaulo e professor da USP Paulo Roberto Feldmann afirmou recentemente em uma entrevista a CNN que o Brasil corre grande risco de sofrer apagões nos próximos meses, sendo que uma medida cogitada para combater esse problema seria o racionamento de energia elétrica.

            Um impacto deste risco de racionamento que já vem sendo sentido diretamente no bolso dos brasileiros é o aumento da conta de luz. Cerca de 70% da energia produzida no Brasil provém de hidrelétricas, e quando os níveis de água não atendem a demanda de geração, é necessário utilizar a energia das usinas termoelétricas, que além de terem um custo operacional maior, explicando o aumento na conta, são mais poluentes, o que contribui para o aumento das emissões de gases de efeito estufa. Além do impacto econômico na renda da população, o motivo pelo qual empresários estão preocupados com essa situação é por que esse aumento atinge em cheio as pequenas empresas, que precisam decidir entre repassar esse aumento para o consumidor e correr o risco de perder o cliente, ou ter seu faturamento prejudicado.

     Além de prejudicar tanto os consumidores quanto as empresas, essas medidas de racionamento e aumento do Kwh servem apenas como medidas paliativas, não tratando o real problema que é o desequilíbrio ambiental crescente causado por um desenvolvimento não voltado para a sustentabilidade.

            Segundo o professor do Instituto de Energia e Ambiente da USP, Pedro Jacobi, a crise hídrica pela qual o Brasil passa está diretamente relacionada ao desmatamento da Amazônia. A relação entre os dois fica fácil de se compreender ao analisar dados meteorológicos. Segundo o meteorologista Pedro Silva Dias, da Universidade de São Paulo, 70% das chuvas de São Paulo dependem do vapor d’água amazônico. Com o crescente desmatamento, as florestas perdem a capacidade de lançar umidade no ar, causando um desequilíbrio na umidade de toda região no entorno.

Sendo assim, fica evidente que com o aumento dos danos ambientais na Amazônia, as chances de enfrentarmos uma nova crise hídrica se aproxima cada vez mais. E, sabendo que a causa raiz do problema está no desequilíbrio ambiental, podemos tomar medidas de contenção desse cenário para evitar futuros danos climáticos e econômicos.

         Portanto, pensando em reduzir os impactos causados pelos danos ambientais, ações voltadas para o crescimento sustentável são a melhor opção para as empresas, afinal, além de contribuir com a redução dos impactos e, consequentemente, com a prevenção da crise hídrica e redução do preço da energia, ainda consegue usar essas ações como campanha de marketing verde para gerar diferencial competitivo e melhorar o posicionamento da marca, se mostrando mais consciente e preocupada com as questões ambientais e sociais.

         Partindo dessa ideia, uma das ações que mais vem ganhando espaço quando se trata de sustentabilidade é a compensação de carbono por meio do reflorestamento. Afinal, essa prática traz grandes vantagens, entre elas podemos citar:

  1.   Baixo custo

Essa prática não se trata de uma ação complexa e nem requer alterações na cadeia produtiva da empresa;

  1.   Alto valor agregado

De acordo com pesquisas realizadas pela agência norte-americana Union + Webster, 87% dos brasileiros têm preferência por comprar produtos e serviços de empresas sustentáveis, e 70% não se importam em pagar mais por isso.

  1.   Ampla redução de danos ambientais

O plantio de árvores contribui não somente para a contenção dos danos ambientais que causam a crise hídrica, mas também contribui com a redução do efeito estufa e chuvas ácidas, causados pelo excesso de carbono na atmosfera

  1.   Conversão para créditos de carbono

Você pode lucrar com o carbono economizado pela sua empresa por meio da venda de créditos de carbono para outras empresas que não conseguem colocar essa ação de sustentabilidade em prática. Assim, além de estar neutralizando os gases poluentes emitidos, você ainda pode tornar isso uma fonte de renda.

  1.   Geração de satisfação e propósito para colaboradores

Trabalhar ações de relevância social e ambiental, como é o caso da sustentabilidade, é uma excelente opção para agregar valor à marca empregadora e tornar seus colaboradores mais engajados e satisfeitos com a empresa, gerando muito mais produtividade por parte da equipe e alavancando os resultados.

 

  1.   Marketing Verde

A compensação de carbono é o primeiro passo para a construção de uma forte campanha de marketing verde para agregar valor ao produto ou serviço e atrair cada vez mais clientes para a sua empresa.

 

Para te ajudar a ter todas essas vantagens e muito mais, a Química Jr. oferece as melhores soluções para trazer ações voltadas para a sustentabilidade da sua empresa de forma simplificada e com métodos reconhecidos internacionalmente!

Dessa forma, sua empresa pode adquirir todos os benefícios da implementação do Carbono Neutro de forma fácil, rápida e com preços abaixo do mercado, feito de forma personalizada para atender sua demanda!

Acredita que trazer ações voltadas para a neutralização de carbono seria interessante para a sua empresa? Então entre em contato conosco!

Um comentário sobre “Crise Hídrica e Sustentabilidade

Os comentários estão fechados.