Movimento Empresa Júnior

Como o MEJ atuou na pandemia ajudando o micro e pequeno empreendedor

A pandemia e o Movimento Empresa Júnior

A pandemia chegou e complicou a vida do empreendedor brasileiro. Atento a isso, o Movimento Empresa Júnior decidiu colocar a mão na massa!

A Pandemia e o Cenário de Baixa dos Empreendedores

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou, em 11 de março de 2020, a pandemia do COVID-19. A doença se espalhava por várias partes do mundo de maneira simultânea e com uma transmissão acelerada. As medidas preventivas foram rígidas e o modo de viver da população mudou drasticamente. Um dos principais setores afetados foi, com certeza, o empreendedorismo

Com a crise global, muitos empreendedores não sabiam como lidar com a pandemia do coronavírus e o seu impacto nos negócios. Segundo a pesquisa realizada pelo Sebrae no começo de abril de 2020, por todo o país, 87,5% dos empresários de micro e pequenos negócios viram o seu faturamento cair durante o período de isolamento social.

O empreendedor passou a trabalhar de casa na pandemia

Atuação do Movimento Empresa Júnior no Âmbito Nacional

O Movimento Empresa Júnior tem a missão de formar, por meio da vivência empresarial, empreendedores comprometidos e capazes de transformar o Brasil. A ideia do movimento é mudar a realidade, trabalhando de forma voluntária por um país mais educador, competitivo, ético e colaborativo, e isso ficou ainda mais claro com o começo da pandemia do COVID-19. Diversos projetos foram criados a fim de auxiliar os empreendedores brasileiros.

Podemos citar, inclusive, um projeto da própria Brasil Júnior (nossa instância nacional), o Unidos pelo Brasil. Este trata-se de uma conexão entre pequenos empreendedores e Empresas Juniores com auxílio de doadores voluntários. Basicamente, quando a meta de doações é batida, iniciam-se ciclos, com por volta de 100 empreendedores por vez, nos quais as empresas juniores disponíveis fazem consultorias e ao final, elaboram um relatório com os resultados alcançados.

Focando agora em um escopo regional, podemos destacar vários cases. Por exemplo, a Genesys Biotecnologia, Empresa Júnior da UnB, que começou a produzir álcool gel para famílias em vulnerabilidade do Distrito Federal. Temos também a Ejuqui, Empresa Júnior do curso de Licenciatura em Química da UFTM, que organizou-se e aprovou o projeto de extensão de produção de álcool em gel 70 %, que está sendo doado integralmente para instituições de caridade, hospitais, UPAs e vendedores ambulantes. 

A pandemia criou novos hábitos

Atuação do Movimento Empresa Júnior em São Paulo

O Movimento Empresa Júnior tem como um dos principais objetivos impactar positivamente a sociedade através do empreendedorismo. Por isso, desde a chegada da pandemia, as empresas juniores do país inteiro estão procurando soluções para combater o seu avanço, e em São Paulo não foi diferente.

Podemos citar como exemplo de iniciativa no combate a pandemia no estado de São Paulo o caso da Sirius Biotec Jr., empresa júnior da USP Ribeirão Preto que está oferecendo a venda de máscaras de proteção personalizadas. Também podemos citar aqui o caso da EJEAMB Jr., empresa júnior de consultoria em engenharia ambiental da UNESP de  Rio Claro, que lançou um projeto de incentivo ao uso de máscaras reutilizáveis caseiras e as estão vendendo a custo de produção. 

A pandemia criou novos hábitos

O Transforme SP

Em um momento tão difícil para o empreendedorismo, surge a iniciativa do Movimento Empresa Júnior Paulista para apoiar os micro e pequenos empreendedores, o Transforme SP. O projeto Transforme SP consiste em um financiamento coletivo. O dinheiro arrecadado é convertido em ações (projetos) para micro e pequenas empresas do estado de São Paulo.

Esse projeto foi desenvolvido pela Federação das Empresas Juniores do estado de São Paulo (FEJESP) em conjunto com os núcleos regionais, Núcleo São Carlos (NuSC), Núcleo São Paulo (NSP), Núcleo Bauru (BauNuc) e Núcleo Campinas (NuCa).

Na plataforma do Transforme SP, empresas podem se cadastrar para ajudar com uma doação ou para receber os projetos. As empresas que desejam receber projetos informam suas dores e nicho. Com essas informações, as instâncias procuram a Empresa Júnior mais  adequada para desenvolver o projeto. E por se tratar de um crowdfunding, o projeto sai gratuito para os micro e pequenos empreendedores.

Projeto Transforme SP do Movimento Empresa Júnior

Muitas das doações vieram dos pós-juniores (ex-membros do MEJ).  Isso evidencia que a vontade de desenvolver o empreendedorismo no Brasil continua com o indivíduo mesmo após sua passagem pelo MEJ. 

Graças ao Transforme SP, Empresas Juniores conseguiram avançar suas metas, recebendo dinheiro do fundo para realizar os projetos, desenvolvendo seus membros e trazendo mais apoiadores para o movimento. E mais importante, empresas com seus negócios comprometidos pela pandemia recebem projetos e consultorias gratuitamente para dar a volta por cima!

Um dos cases de sucesso do Transforme SP é o da Marketing Jr., que reformulou o marketing de uma loja de bolos que estava prestes a falir. Após o projeto, eles saíram do vermelho e estão cada vez mais populares!

O Transforme SP ainda continua e a expectativa é que no ano de 2021 mais e mais Micro e Pequenas Empresas e empresas juniores sejam beneficiadas com ele.

Ficou interessado pelo Transforme SP? Confira aqui!

E como a Química Jr. atuou na Pandemia?

A pandemia da COVID-19 foi um grande choque que virou de cabeça para baixo a nossa realidade, causando em todos um medo constante desse inimigo invisível. Para as empresas isso significou um grande desafio a ser enfrentado: a necessidade de uma adaptação rápida para continuar com os negócios sem comprometer a saúde de seus clientes e funcionários. 

Frente a esse cenário a Química Júnior,  com seus ideais de transformar as realidades e agir com urgência, elaborou o projeto Boas Práticas de Prevenção, ou BPP. Esse projeto visa auxiliar empresas e condomínios a aplicarem práticas de prevenção ao coronavírus que aumentam a segurança das pessoas que transitam nesses ambientes, minimizando o risco de contaminação.

O BPP foi um sucesso no ano de 2020. O impacto positivo que a  Química Júnior gerou com a elaboração e as aplicações desse projeto rendeu grande reconhecimento e foi notícia em vários jornais.

Química Jr na EPTV São Carlos (Imagens: EPTV/TV GLOBO)

 

Leia mais sobre o BBP aqui.

Esse projeto é motivo de grande orgulho para a Química Júnior, pois é a materialização do nosso ímpeto de gerar impacto positivo através do empreendedorismo. Porém, um dos princípios da nossa empresa é jamais nos acomodar com o que temos e sempre buscar melhorar ainda mais a realidade do ecossistema em que estamos inseridos. A Química Júnior vai continuar sempre trabalhando para transformar mais e mais realidades!

Ficou com alguma dúvida? Fale conosco!