Gestão e DesenvolvimentoMovimento Empresa Júnior

Como a Química Júnior se tornou referência em cultura no MEJ Paulista

QJ CULTURA REFERENCIA

Confira a trajetória de fortificação da cultura interna da Química Jr. Guiados por um mesmo propósito, somos capazes de ir além!

O que é cultura organizacional?

Cultura organizacional é o conjunto de hábitos e crenças de uma empresa, que define a forma com que a organização conduz seus negócios e trata seus funcionários, clientes e parceiros. Esse conjunto de hábitos e crenças são estabelecidos a partir de valores, normas e atitudes compartilhadas pelos membros. Desta forma, eles exprimem a identidade da organização.

De acordo com Edgar Schein, autor e pesquisador, a cultura se manifesta em 3 principais níveis: os artefatos, os valores compartilhados e os pressupostos.

Os 3 níveis da cultura organizacional estabelecidos por Edgar Schein.

  • Artefatos: São características visíveis ou facilmente percebidas, e é considerado o nível mais básico da cultura organizacional. São exemplos de artefatos: o organograma da empresa, os símbolos (como a logomarca ou o mascote) e a arte visual. Em resumo, quaisquer padrões visíveis que indicam como é a cultura da organização.
  • Valores compartilhados: É o segundo nível, estando em aspectos mais profundos que os artefatos, mas não completamente imperceptíveis. Temos como exemplo os valores já definidos pelos fundadores do negócio, as regras, a filosofia e a missão da empresa. Enfim, todo e qualquer valor que justifique o trabalho das pessoas.
  • Pressupostos: É a camada mais profunda e sutil da cultura, está inserida no cerne da organização, intrínseca nas atividades e, quando instaurados, dificilmente podem ser mudados. São os sentimentos e crenças inconscientes dos membros que guiam seus comportamentos de acordo com o propósito da empresa.

E qual sua importância nas empresas?

A cultura organizacional é o reflexo da ética e da moral da organização, sendo importante para orientar comportamentos, atitudes e decisões diárias e futuras dos membros da empresa. 

“A cultura devora a estratégia no café da manhã” – Peter Drucker. 

Uma cultura forte é essencial para a execução dos planos estratégicos da empresa. Isso porque, uma das principais funções da cultura é guiar as atitudes, alinhar os colaboradores com os objetivos e a estratégia da empresa, de modo a engajar os membros a trabalharem por alguma coisa que eles acreditam, gerando senso de responsabilidade pelos resultados.

A cultura também é uma grande aliada para causar senso de pertencimento dos colaboradores para com a empresa e fazer com que eles, de fato, “vistam a camisa” da organização. E, além disso, contribui para melhorar a dedicação, o comprometimento e a motivação dos membros, auxiliando na melhora do clima organizacional e no atingimento dos resultados. 

 O fortalecimento da cultura provoca um melhor clima organizacional e responsabilidade pelos resultados.

O que faz uma cultura ser forte?

Como apresentado anteriormente a cultura organizacional não é uma única coisa, mas sim um conjunto de ritos, artefatos, comportamentos e valores compartilhados. Sendo assim, ela pode ser representada de forma visual ou não, por meio de comportamentos ou atitudes costumeiras e às vezes muito sutis à percepção. Mas o que dentre todas essas coisas caracterizam uma cultura como forte?

Quando os aspectos culturais de uma organização são perceptíveis no dia-a-dia e os colaboradores de fato os vivem, pode-se dizer que atingiu esse patamar. Vale ressaltar que a vivência da cultura está presente guiando todas as atitudes e tomadas de decisão.

É importante que as tomadas de decisão de todos os membros da empresa sejam pautadas na cultura, não apenas as tomadas de decisão dos gestores. Quando de fato se tem essa vivência cultural bem estabelecida, todos os colaboradores compreendem como ela está presente na empresa. Seja nas ações, nas tomadas de decisão, em conversas ou no método de trabalho.

A partir desses pontos bem estabelecidos na organização, o desenvolvimento cultural seguirá de forma orgânica, se fortalecendo cada vez mais.

Benefícios de uma cultura forte

Para entender os impactos que a cultura tem na sua empresa, a Química Jr. elencou os principais benefícios de ter uma cultura forte consolidada:

  • Atração e retenção de talentos:

    Uma cultura sólida impacta positivamente na força da sua marca empregadora, atraindo potenciais talentos e profissionais que compartilham dos mesmos ideais e valores, aumentando a probabilidade de contratações mais efetivas.

     

  • Autogerenciamento:

    Organizações com uma cultura organizacional positiva são mais autônomas, de forma que os gestores poupam esforços da repetição exaustiva das regras, visto que já estão incorporadas nos membros, para focar no que realmente importa.

     

  • Processos mais ágeis:

    Relacionado com o tópico acima, quando os membros incorporam a cultura, os processos internos e externos se tornam mais ágeis, visto que os colaboradores sabem exatamente como agir. Problemas relacionados à comportamentos inadequados, bem como o esforço e o tempo para consertar as consequências disso, são reduzidos drasticamente.

     

  • Motivação:

    Quando as pessoas são valorizadas pelo o que fazem e entendem a importância e o impacto das suas atividades na empresa, se sentem motivadas a fazerem cada vez mais e se responsabilizam pelos resultados.

  • Liderança:

    O desenvolvimento da cultura implica em um maior envolvimento dos líderes e também dos liderados, contribuindo e dando espaço para o desenvolvimento de novas habilidades de liderança, sejam elas formais ou situacionais.

     

  • Relacionamentos:

    A cultura melhora a relação entre as pessoas, times, departamentos e com os clientes. Melhora também a comunicação entre as pessoas, aumentando a cooperação e desenvolvendo o trabalho em equipe.

  • Satisfação do cliente:

    O fortalecimento da cultura é um meio de fazer com que os colaboradores sintam-se valorizados e capazes de entregar serviços de excelência aos clientes. Esse fator, aliado com a melhoria na estruturação interna da empresa e com a agilidade dos processos, contribui para a realização de melhores entregas, aumentando significativamente a satisfação e a fidelidade dos clientes.

Os relacionamentos interpessoais, a comunicação e o trabalho em grupo são melhorados com o estabelecimento de uma cultura organizacional forte.

A formação cultural da Química Jr. e como nos tornamos referência em cultura no MEJ Paulista

Inicialmente a Química Jr. passou por diversas mudanças culturais, sofrendo alterações nos valores da empresa. Por conseguinte, isso acarretou em mudanças drásticas de comportamentos, mesmo sem uma identidade visual estabelecida.

A partir de 2017, começou a ser desenvolvido um olhar para a criação de artefatos que representassem visivelmente a Química Jr. O fortalecimento da cultura visual da empresa se deu em 2019, quando foram estabelecidos e implementados todos os artefatos que temos hoje na empresa. Tais artefatos visam desenvolver desde o endomarketing até reconhecimento de marca.

Em novembro de 2019, o fato de estarmos ainda muito distantes das metas estabelecidas para o ano gerou uma grande desmotivação nos membros. No entanto, conforme a cultura foi tomando forma quanto a valores e ações, começou a ficar claro a sua presença guiando atitudes e tomadas de decisão. Na última semana válida para atingirmos as metas, a união da empresa, o engajamento e o inconformismo dos membros trouxe-nos os tão sonhados resultados. Não só atingimos nossa meta anual, como também fomos premiados como Empresa Júnior Reviravolta.

2020: Uma gestão extremamente alinhada à cultura!

Em 2020, deu-se início a um olhar mais aprofundado para o fortalecimento de cultura da empresa. Em janeiro foram estabelecidas ações que visavam sanar as tensões culturais existentes na empresa. Como resultado, ainda no início do ano, obtivemos um alto engajamento dos membros da empresa. Assim, conseguimos avançar consideravelmente nas metas de fechamento de projetos e faturamento em janeiro e fevereiro, o que era considerado uma dificuldade histórica.

Ainda no início do ano, foram desenvolvidas ações de branding. Elas visavam o fortalecimento da marca através da cultura para atrair talentos para o processo seletivo da empresa. Após a realização das ações programadas, o foco em realizar um recrutamento baseado em cultura trouxe candidatos preparados que se mostraram aptos para o trabalho na empresa.

No onboarding dos novos membros a apresentação, conexão e inserção profunda na cultura da Química Jr. foi o foco, tendo como resultados membros comprometidos e alinhados. Neste momento, iniciou-se a formação de membros promotores da cultura da Química Jr..

A partir desse momento o desenvolvimento da cultura da empresa se deu de forma orgânica entre os membros, sendo eles os principais agentes de fomento.

Como resultados desse trabalho, mesmo com as dificuldades impostas pela pandemia, as metas anuais estabelecidas foram atingidas ainda no mês de agosto. Isso marcou um recorde histórico e nos rendeu algumas premiações. Pelo quinto ano consecutivo, fomos Empresa Júnior Alto Crescimento e pelo segundo ano consecutivo, Empresa Júnior Impacto.

Através desse trabalho árduo e constante de fortalecimento e consolidação da cultura organizacional, nos tornamos referência para diversas outras empresas do Movimento Empresa Júnior (MEJ) do estado de São Paulo.

 

Membros da gestão 2019 da Química Jr. comemorando o prêmio de EJ tetra Alto Crescimento.

Como é a cultura na Química Jr. e como mantemos nossos membros alinhados?

A identidade visual da Química Jr. foi formada a partir da criação da nossa logomarca, que assemelha-se ao formato de uma baleia e remete ao fundo do mar. Sendo assim, formou-se uma identidade ao redor desse artefato, trazendo a cor azul como forma de representação do oceano. 

Como representação da parte não visual da nossa cultura, temos os valores e mandamentos, sendo estes construídos com base em nossa cultura visual, também tendo relação e fazendo analogia à elementos marinhos.

O alinhamento dos membros vem desde as estratégias de branding adotadas, para atração dos candidatos do processo seletivo. Após a entrada na empresa, são empregados alguns ritos que nos permitem acompanhar e engajar os membros. Exemplo disso são reuniões 1:1, avaliação de desempenho e sistema de reconhecimento quinzenal pautados nos nossos valores.

Através desses ritos, tem-se constância em reforços culturais de forma individual. Como estímulos coletivos são utilizadas reuniões gerais, capacitações e imersões. Nessas ocasiões são relembrados o propósito e a missão da Química Jr. de transformar realidades por meio de soluções personalizadas, além de retomar sempre também nossa visão e valores. 

Para gestão interna do alinhamento cultural da organização, é utilizado um guia cultural contendo todos os elementos que formam nossa cultura. Além de abranger o que é estar dentro dela ou não, através de ações e comportamentos detalhados. 

Através destas e outras práticas constantes os elementos culturais se fazem visíveis no dia-a-dia da organização, guiando tomadas de decisão e atitudes, de uma forma clara, com todos os membros compreendendo seu significado bem como os reinventando em ações.

Problemas com a cultura na sua empresa? Fala com a gente!

A Química Jr. possui projetos que auxiliam na estruturação e organização interna da sua empresa, como o Programa 5S. Agende uma conversa conosco  para que possamos identificar problemas que sua empresa possa estar vivenciando e ajudá-la a superá-los de forma totalmente personalizada!

Entre em contato conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *